terça-feira, 14 de julho de 2009

Harry Potter e eu.

Quando estreou Harry Potter nos cinemas do Brasil, eu tinha onze anos e nenhum conhecimento sobre o assunto. Quando eu digo nenhum conhecimento sobre o assunto, quero dizer que eu não tinha muito acesso a internet e muito menos a livros (só aqueles que a escola pedia). Eu me lembro muito bem do dia em que meu primo contava sobre um filme que ele tinha visto. Ele tava muito empolgando com o filme, ele dizia que era super legal e todo aquele exagero infantil. Falou que era um garoto que descobriu que era bruxo, então ele foi pra um castelo (ele não disse que era uma escola) e que lá ele conheceu um menino e uma menina que virou amigo deles. Ele também falou do quadribol, a cena do jogo descrito pelo meu primo: “eles voam em vassouras, e teve uma hora que ele (o Harry) tava bem no alto e mergulhou até o chão e pegou a bola”. Eu que não sabia nada disso imaginei o seguinte: que o quadribol era jogado no espaço. Sem falar que eu pensei que Harry Potter era igual a Castelo Rá-Tim-Bum. Confesso que eu não fiquei muito animada por causa do filme e, não tenho certeza, acho que não assisti ao filme no cinema. Mas quando vi, foi amor a primeira cena. Estava completamente apaixonada. Com o computador do meu tio lá em casa, minha mãe compra o jogo, e eu passo as férias inteiras jogando. Comprei a Pedra Filosofal em fita. Quando a internet chegou lá em casa, passava a tarde toda lendo fanfic. E o melhor: quando a minha mãe comprou o aparelho de DVD, fomos correndo pra locadora pegar PdA. Li alguns livros, e ganhei o Relíquias da Morte no meu aniversário de dezessete anos. Bom, hoje eu estarei saindo de casa às onze da noite, para ver a estréia de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, á meia noite e um. Provavelmente eu estarei vestida de aluna da Grifinória e a minha amiga de Sonserina. E pensar que isso tudo teve um começo insignificante.

3 comentários:

V. Martins disse...

Drugs ¬¬'
Não consegui meu ingresso para assistir às meia noite e um com os drogados :/

Vou ver só amanhã, às 8:30 D:
AUIEHIUEHAEUIHAEUIHAEIUH

Quando estreo HP nos cinemas eu já tinha lidos os livros, oie.
Eu era uma criança de 11 anos meio nerd, sei lá '-'
E eu tinha amigos igualmente nerds que liam comigo.
E eu era o harry (por causa do óculos), a Claudia era a Hermione e o Lucas era o Rony *-*

Ai que tenso '-'
O tempo passou, e HP fez a minha infância :B

* leeila disse...

ooi Cá :)
teexto perfeito.. fiquei imaginando tua cara de 'do que é que ele está falando?' quando teeu primo descreveu o jogo de quadribol :P
ah, obrigada pelo comentário no meu blog! realmente o final do post é meio Miley!

Kisses ;*

Agatha disse...

Achei o blog de vocês por acaso, e gostei por acaso também rs , talvez seja pelo fato de que sou apaixonada por hp, Lembro-me até hoje como tudo começou.. uma fita na sessão de cinema da escola numa teve de 21 polegadas , seja lá o que for agora tenho minha coleção de hp dvds-filmes e um monte de parafernalhas, sim já fui fanática e muuuiiito , talvez esse fanatismo tinha sido passageiro mais hp sempre estara no topo dos meus favoritos ..


a proposito estou seguindo o blog de vocês . Beijo.